8 de novembro de 2017

CRCCE 70 Anos: presidente faz discurso emocionante

SONY DSC

A presidente do Conselho Regional de Contabilidade, Clara Germana Rocha, fez um discurso que emocionou a plateia presente no teatro José de Alencar, nesta terça-feira (7), para comemorar os 70 anos do CRCCE. “O Conselho Regional de Contabilidade do Ceará comemora seus 70 anos de criação, reunindo, talvez como nunca, as mais expressivas figuras de uma profissão que se fez grande e forte, e expoentes igualmente caros para nós, representantes do mercado, do Estado e da sociedade cearense”, afirmou a presidente na abertura da fala.

O ponto alto do discurso foi o momento em Clara Germana se dirigiu ao governador do Ceará, Camilo Santana, para levar o compromisso da classe contábil com o desafios de desenvolvimento do Estado. A presidente também citou José de Alencar, reverenciou personagens do autor e evocou a lendária Iracema. Veja a íntegra do discurso:

Senhoras e Senhores, boa noite.

Esta é uma noite muito especial para a classe contábil cearense.

O Conselho Regional de Contabilidade do Ceará comemora seus 70 anos de criação, reunindo, talvez como nunca, as mais expressivas figuras de uma profissão que se fez grande e forte, e expoentes igualmente caros para nós, representantes do mercado, do Estado e da sociedade cearense.

Muito obrigada pela presença de todos de Fortaleza, especialmente dos que vieram das mais diferentes cidades do Ceará e de outros estados. Estando aqui e agora, escrevendo juntos mais uma página da nossa história, merecem todo o nosso aplauso.

Senhoras e Senhores. Os 70 anos da criação do CRC Ceará é uma história de muita luta, e de muitas vitórias. A classe que começou tímida e desconhecida por alguns conta, hoje, com mais de 21 mil profissionais da contabilidade.

E se apresenta, como classe ou como atividade profissional, como um segmento indispensável para os projetos de um futuro, que está a exigir, a nós cearenses, profissionalismo, ética e entrega comprometida com os desafios do Ceará.

Dirijo-me, neste momento, ao governador, Camilo Santana, em nome de quem saúdo as demais autoridades, para afirmar, com muita convicção:

Governador, o crescimento econômico e o desenvolvimento social desse estado serão construídos com o suor do profissional da contabilidade. Ele é indispensável, pode acreditar e confiar.

Senhoras e Senhores. Qualquer aplauso que se aporte, nesta noite, tem que ser compartilhado com o Conselho Diretor, o pleno, delegados, coordenadores regionais, coordenadores e integrantes das nossas comissões, que nunca foram tão ativos e dedicados.

Qualquer aplauso tem que ser dividido com nossos ex-presidentes, que dispensaram ao CRC, abnegadamente, voluntariamente, parte de suas vidas.

Qualquer aplauso tem que ser dirigido também ao corpo de funcionários, que atravessam gestões doando o melhor de si, que têm o Conselho como a extensão de suas casas e ampliação de suas famílias.

Podem aplaudir.

Senhoras e Senhores. Sem querer fazer uma prestação de contas, quero assegurar que o CRC Ceará chega aos 70 anos no seu melhor momento, como uma catedral que finaliza suas torres, após sete décadas de construção.

Somos uma entidade de classe com visibilidade profissional, social e política.

Foi o que nos deu a legitimidade para estabelecer parcerias em prol da classe, com os governos da União, do Estado e de Municípios, incluindo Fortaleza. Também estendendo estas parcerias com o Ministério Público, órgãos de controle externo, além de dezenas de convênios com entes privados e públicos.

Somos uma entidade radicalmente transparente. Não há ato que não se conheça, não há ato que não se compreenda, não há ato que se reprove, nas mais recentes gestões do CRCCE. Investimos definitivamente num projeto de comunicação, que garanta o acesso à informação, a ouvidoria e ao diálogo. E acrescento mais: trabalhamos com controle interno, com isenção política e com impessoalidade.

Senhoras e Senhores. Quero falar agora como mulher, e assim, homenagear todas as mulheres aqui presentes, principalmente as que fazem a classe contábil. Falo como a primeira mulher a ocupar a presidência do CRC Ceará, tarefa desafiante mas gratificante.

Este lindo teatro, tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico Nacional, é um monumento ao romancista José de Alencar. É um templo sagrado, ou consagrado, a obras que trazem nomes de mulheres, como A Viuvinha, Senhora, Lucíola. Templo que imortaliza nosso mito fundador, do Ceará e do Brasil, na personagem Iracema, a virgem dos Lábios de Mel.

A nossa índia de cabelos tão escuros como a asa da graúna tinha a força dessa terra chamada Ceará. Trazia dentro de si a exuberância das praias, dos sertões e das serras. E assim vivemos, e assim trabalhamos, no nosso Ceará e no nosso CRC Ceará.

Resistimos, fundados nos nossos melhores valores. E nos entregamos às novos rumos, ideias, ao que a capacidade de criar, de transformar.

Miremos o nosso passado de 70 anos, classe contábil. Mas olhemos também o que virar depois. Olhemos para frente, olhemos para cima. A nossa história ainda está apenas começando. E, vocês fazem parte desta história.

Muito obrigada.

Comentários

Instagram

  • O Fale com a Presidente comea agora em nossa pginahellip
  • Comea agora na sede CRCCE a palestra sobre IFRS emhellip
  • O CRCCE participa agora de reunio para instalao do Impostmetro
  • Comea agora na sede CRCCE o curso O eSocial esthellip
  • Inicia agora na sede CRCCE o curso Planejamento e Gestohellip
  • Acontece agora na sede CRCCE a sesso Plenria de Novembro